Stalking, um ato preocupante em questão no Brasil

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Stalking, um ato preocupante em questão no Brasil”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.


TEXTO I


Stalkear, ou perseguir alguém no meio online ou físico, agora é crime, sob pena de até três anos de cadeia, em regime fechado. A lei contra "stalking" foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na quarta-feira (31) e publicada nesta quinta no Diário Oficial, após aprovação unânime do Senado no dia 9 de março. O abrasileiramento do verbo inglês "to stalk" significa uma perseguição obsessiva, que interfere na liberdade, na privacidade e até na segurança da vítima. Até a sanção da lei, não havia nada na nossa legislação que definisse como crime especificamente o "stalking".


Disponível em: https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2021/04/01/curte-stalkear-pratica-agora-e-crime-e-pode-dar-tres-anos-de-prisao.htm?cmpid=copiaecola


TEXTO II


Cyberstalking

O tormento de uma estudante que pediu para não ser identificada começou em 2013. "Eu fui fazer uma viagem com a minha família, e a gente fez uma trilha, caminhando, e a pessoa estava no mesmo grupo que a gente. Todo mundo trocou contatos durante a viagem", conta.

Na volta, começou o que os especialistas chamam de "cyberstalking", a perseguição virtual: "Ele morava em outra cidade, em outro estado, então eu nunca me preocupei com isso". A insistência dele fez com que ela bloqueasse o contato. "Aí, seis meses depois, ele apareceu dentro do espaço onde eu estudo", relata. Não adiantou ela deixar bem claro que não queria nada com ele.

"Ele voltou a aparecer diversas vezes durante o semestre inteiro. Durante cinco, seis meses eu convivi com a ameaça de chegar para ter uma aula e ter uma pessoa lá esperando eu chegar". As pesquisas americanas mostram que o tempo médio de uma perseguição é de 2 anos, e 11% das vítimas de stalker nos Estados Unidos foram perseguidas por 5 anos ou mais.

Para o psiquiatria Daniel Barros, porém, esse comportamento não é necessariamente doentio:


Disponível em: https://g1.globo.com/ms/mato-grosso-do-sul/noticia/2019/03/10/mulheres-vitimas-de-stalking-relatam-consequencias-de-perseguicao-que-nao-e-considerada-crime-no-brasil.ghtml


TEXTO llI






5.034 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo