O vício em jogos eletrônicos em discussão no Brasil contemporâneo

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “O vício em jogos eletrônicos em discussão no Brasil contemporâneo”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.


Texto 1:


OMS CLASSIFICA VÍCIO EM JOGOS ELETRÔNICOS COMO DOENÇA


A classificação do transtorno dos jogos eletrônicos como uma doença pela OMS levanta o alerta sobre as consequências físicas e emocionais do tempo excessivo gasto em games, principalmente entre os jovens.

No dia 18 de junho deste ano, o problema de David entrou oficialmente no rol de doenças da Organização Mundial da Saúde (OMS), classificado como gaming disorder (transtorno dos jogos eletrônicos, em português). Trata-se, segundo a OMS, de um padrão de comportamento que prejudica a capacidade de controlar a prática dos games, de modo a priorizá-los em detrimento de outras atividades e interesses. A expectativa dos especialistas é que o reconhecimento do vício em games como um distúrbio mental resulte em medidas relevantes de prevenção e tratamento. “A classificação dá legitimidade ao problema, que deverá ter aquelas características determinadas para ser diagnosticado como transtorno dos jogos eletrônicos”, explica o Dr. Aderbal Vieira Junior, psiquiatra e coordenador do Ambulatório de Dependências do Comportamento da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).


Disponível em: https://www.hospitaloswaldocruz.org.br/imprensa/noticias/oms-classifica-vicio-em-jogos-eletronicos-como-doenca-confira-sobre-o-assunto-na-reportagem-da-revista-leve/


Texto 2:


De acordo com a psiquiatra Júlia Machado Khoury, pesquisadora do Centro Regional de Referência em Drogas (CRR) da Faculdade de Medicina da UFMG, ainda que a dependência não seja química, como no caso das drogas, o modo como ela afeta o indivíduo é similar. “Da mesma maneira que um dependente químico precisa usar uma dose cada vez maior para atingir o mesmo prazer, desenvolvendo o que chamamos de tolerância, acontece com os dependentes de jogos ou tecnologia”, explica a pesquisadora. No caso dos jogos, a tolerância leva o indivíduo a passar intervalos de tempo cada vez mais longos jogando.

Outra similaridade entre as dependências é a abstinência. Irritabilidade, ansiedade, insônia e até mesmo tremores podem aparecer quando essas pessoas ficam afastadas dos jogos por longos períodos. Todos esses sintomas também são observados em usuários de drogas. Segundo Júlia, isso ocorre devido a liberação de dopamina, o hormônio do prazer, no cérebro. “É isso que, para as pessoas com predisposição, leva à dependência. Inicialmente, ela vai em busca dessa liberação de dopamina para sentir prazer novamente, para diminuir os sintomas de abstinência que ela sente quando se afasta da atividade”, explica.


Disponível em: https://www.medicina.ufmg.br/vicio-em-games-sera-considerado-transtorno-de-saude-mental/











Texto 3:

Disponível em: http://professorjeanrodrigues.blogspot.com/2019/07/atividade-de-interpretacao-de-texto.html





78 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo