Impactos da propagação de discursos homofóbicos na sociedade brasileira

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Impactos da propagação de discursos homofóbicos na sociedade brasileira”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.



Texto 1:


A violência contra as pessoas LGBT pode assumir uma forma física ou simbólica. Esta segunda promove a discriminação e a exclusão que priva o sujeito de seus direitos de cidadão, colocando-o em uma situação de inferioridade. A raiz da “violência simbólica” estaria presente nos símbolos e signos culturais, especialmente no reconhecimento tácito da autoridade exercida por certas pessoas e grupos de pessoas sobre outras.

Este conceito pode ser aplicado à discriminação dirigida aos LGBT, considerados como seres desviantes, por discordarem da heteronormatividade e/ou das normas de gênero predominantes culturalmente na sociedade. Já o “poder simbólico” se estabelece quando alguém, um grupo ou instituição consegue ditar seu ponto de vista sobre outro. Assim ele consegue se impor e ser mais aceito do que outro. Com isso o modelo que se torna hegemônico determina o modo de comportamento, que passa a ser naturalizado. A “violência simbólica” contra os LGBT ficou conhecida pela expressão “homofobia”.

O discurso homofóbico nas redes sociais da internet: uma analise no facebook “Rio sem Homofobia - Grupo Público”. Disponível em:

< http://www6.ensp.fiocruz.br/repositorio/sites/default/files/arquivos/DiscursoHomofobico.pdf >. Acesso em 31 mar. 2021.



Texto 2:


(...) a liberdade de expressão “encontra seus limites na proteção de outros bens jurídicos igualmente relevantes ao Estado de Direito, como a honra, a intimidade e a própria dignidade das pessoas”. Assim, ainda que o direito à livre expressão seja amplamente assegurado, deve-se atentar para a diferenciação entre a veiculação de ideias no âmbito de um Estado democrático e as manifestações agressivas e desrespeitosas contra grupos vulneráveis, os denominados discursos de ódio. O direito fundamental à liberdade de expressão reflete a construção de um espaço público plural e inclusivo isento de constrangimentos e repressões, não contemplando a instigação a qualquer forma de violência. (...) Pode-se definir o discurso de ódio como intuito de humilhar, desonrar, estimular a agressão contra uma pessoa ou grupo de pessoas.


A disseminação da homofobia por meio dos discursos de ódio na mídia.

Disponível em: < http://coral.ufsm.br/congressodireito/anais/2017/1-4.pdf >. Acesso em 31 mar. 2021.


Texto 3:






90 visualizações1 comentário