Carta do Leitor- propaganda enganosa

Atualizado: 24 de mai. de 2021


Imagine que, ao ler a matéria “PROCON fará plantão para receber denúncias durante a Black Friday”, você se monstra confortável com a notícia e deseja elogiar a postura do Procon, pois muitas empresas costumam aproveitar esse evento para enganar e emitir propagandas enganosas para o consumidor. Como consumidor antenado, você vem acompanhando a atualização de preços e ofertas e decide escrever uma carta para a seção LEITOR DO JORNAL, criticando a atitude dessas empresas que criam propagandas enganosas.


Nessa carta, dirigida aos redatores do jornal, você deverá:


· Fazer menção à matéria publicada, de modo que mesmo que não a tenha lido entende a importância da crítica que faz;

· Mostrar sua indignação com alguma empresa fictícia que faz ofertas on-line e ressaltar a importância de atitudes governamentais, como a do PROCON.


Procon fará plantão para receber denúncias durante a Black Friday


Nesta sexta-feira, 29, fiscais da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) ficarão de plantão. O órgão fez um monitoramento de 30 dias para conferir se os preços oferecidos serão, de fato, promocionais.

O Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon) anunciou, nesta quarta-feira, 27, que realizará um mutirão para que os consumidores façam denúncias de produtos ofertados durante o Black Friday, que acontece na próxima sexta-feira, 29, em Fortaleza. O Procon já encontrou indícios de publicidade enganosa.

Na ocasião, também foi divulgada lista com 190 produtos ofertados para o evento comercial. Segundo informações do Procon, técnicos realizaram um monitoramento durante 30 dias, acompanhando a evolução dos preços dos itens mais procurados no comércio virtual e em lojas físicas da Capital.

Nas lojas físicas, a visita aconteceu em 10 estabelecimentos do Centro e de shoppings de Fortaleza. Pelo menos 71 produtos foram pesquisados, entre TVs, celulares, notebooks e eletrodomésticos como geladeiras, fogões e máquinas de lavar.

O preço de um aparelho de TV (40 polegadas) subiu 25% entre o primeiro preço coletado, no dia 21/10, que custava R$ 1.199,00, se comparado com o último levantamento, em 22/11, cujo preço encontrado foi de R$ 1.499,00.

Nas lojas virtuais, foram consultados preços de 119 produtos (bicicletas, celulares, TVs, fogões e geladeiras). O preço de uma geladeira (275 litros), por exemplo, custava R$ 1.824,00, em 25/10. No último monitoramento, em 21/11, o mesmo produto custava R$ 2.519,81, um aumento de 38%.

De acordo com a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, além de esclarecer os principais problemas encontrados na Black Friday, o órgão deverá averiguar as publicidades que podem estar sendo abusivas ou enganosas e que não estejam cumprindo o que de fato ofertam.

Outro alerta é para que os consumidores que forem realizar compras pelo sites, atentem-se que o período para desistir do produto será apenas de sete dias, a partir da data do recebimento, sem nenhuma justificativa. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) assegura o direito de arrependimento.

Disponível em: https://www.opovo.com.br/noticias/fortaleza/2019/11/27/procon-fara-plantao-para-receber-de-denuncias-durante-a-black-friday.html

58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo