Os impactos dos influenciadores digitais na formação de crianças e jovens no Brasil

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade formal da língua portuguesa sobre o tema OS IMPACTOS DOS INFLUENCIADORES DIGITAIS NA FORMAÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS NO BRASILEIROS, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa argumentos, fatos e conceitos para defesa de seu ponto de vista.


Texto I


Apesar de polêmico, muitas empresas têm utilizado (com sucesso) as imagens de pessoas influentes na internet para divulgar os seus produtos. A confusão normalmente é gerada pelas pessoas que são pouco familiarizadas com essa nova forma de se comunicar com o público através da internet, sobretudo com uso de vídeos.

Dito isso, os influenciadores digitais são aqueles usuários ativos, que utilizam as redes sociais para expressar uma opinião ou para dar dicas e orientações sobre um tema ou nicho específico. Pense por um momento nos tempos nos quais ainda não existia internet (se é que você tem idade para isso)…

Justamente pelo alto poder de influenciar a audiência, as empresas têm observado as webcelebridades como verdadeiras ferramentas de divulgação digital, sendo até mais efetivo que campanhas publicitárias tradicionais.


Disponível em: “https://mentalidadeempreendedora.com.br/empreendedorismo-digital/digital-influencer/


Texto II

91% dos 22 milhões de brasileirinhos com acesso à internet navegam pelo celular. (Foto: Reprodução)


Disponível em:https://www.osul.com.br/o-excesso-de-exposicao-ao-youtube-pode-afetar-o-desenvolvimento-das-criancas/


Texto III


Os pais afirmam que youtubers estão influenciando de forma negativa a alimentação das crianças


Um homem despeja quilos de chocolate em uma banheira, entra nela, passa a guloseima pelo corpo, come o máximo que consegue e grava tudo em vídeo. A “farra” já foi vista mais de 14 milhões de vezes e pertence a um dos canais de maior audiência do YouTube Brasil, o de Luccas Neto, irmão do também popular youtuber Felipe Neto. O vídeo é exemplo de uma onda entre os produtores de conteúdo para crianças e adolescentes na plataforma: o abuso de comidas, em especial de doces.

Nos canais dos irmãos Neto e de outros ídolos infantis, como Pedro Rezende e Enaldinho, é comum encontrar “o maior hambúrguer do mundo”, bolos gigantescos, misturas exóticas de fast-food com produtos açucarados, combinação de vários refrigerantes em uma mesma jarra e R$ 300 gastos apenas em “doces americanos”.

O assunto foi tema do texto de uma mãe que viralizou no Facebook no último mês, com mais de 6 mil “curtidas”. A professora de marketing Elis Monteiro escreveu críticas a Luccas Neto após ir com o filho de 9 anos a um show do youtuber, no qual ele reproduzia boa parte do conteúdo de seu canal.

“Vendo o show, eu liguei os pontos. Vi que as alterações que eu percebia no meu filho vinham dali: a vontade de colocar ketchup em tudo e o fato de ele ter ficado obcecado com alguns produtos”, lembra Elis.

São dois os principais motivos que fazem acender o sinal amarelo: o atual cenário de obesidade crescente entre crianças e a sutil fronteira entre o que é, na internet, publicidade infantil e conteúdo espontâneo.


Disponível em: http://www.osul.com.br/os-pais-afirmam-que-youtubers-estao-influenciando-de-forma-negativa-a-alimentacao-das-criancas/


1.090 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo