A propaganda enganosa de alimentos: como combater essa prática?

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “A propaganda enganosa de alimentos: como combater essa prática?”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.


Texto 1:


A publicidade de alimentos está presente em todos os meios de comunicação e exerce uma grande influência em nossos hábitos e comportamentos. Além de incentivar o consumismo, essa prática tem impactos sérios em nossa saúde, pois, em geral, promove alimentos não saudáveis, como os ultraprocessados. As estratégias usadas para promover esses produtos são muitas vezes desleais, pois dialogam diretamente com crianças, investem em brindes, oferecem recompensas falsas e fazem promessas enganosas, como melhorar a nossa saúde e bem-estar.


Disponível em: https://publicidadedealimentos.org.br/

Texto 2:

É proibido, mas acontece!

Ao fazer publicidade de um alimento, é preciso que as empresas cumpram regras, como passar informações verdadeiras sobre suas características e ingredientes. Porém, nem sempre é o que acontece. Muitas vezes, anúncios publicitários e rótulos dão destaque para informações enganosas, valorizam ingredientes que estão em pouca quantidade no produto e confundem os consumidores.

A publicidade nos alimentos ultraprocessados pode ser enganosa, porque procura valorizar ou exagerar uma característica benéfica, ao mesmo tempo que mascara atributos ruins, como o excesso de açúcar, sódio e gorduras, em um produto que faz mal à saúde.


Disponível em: https://publicidadedealimentos.org.br/publicidade-enganosa/


Texto 3:


De janeiro a abril, quase triplicou o número de reclamações de consumidores sobre propaganda enganosa do setor de fast food em relação a igual período de 2021, segundo o site Reclame Aqui. No primeiro quadrimestre de 2022, foram recebidas 3.197 reclamações, ante 1.160 no mesmo período do ano passado. Somente em abril houve aumento de queixas de mais de 100% em relação ao mesmo mês de 2021.


Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2022/05/12/propaganda-enganosa-deve-ser-combatida-aponta-debate-sobre-fast-food


Texto 4:

Disponível em: https://ancoradosfatos.com.br/sanduiche-fake-procon-do-parana-orienta-consumidores-sobre-propaganda-enganosa-em-redes-de-fast-food/





59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo